Os benefícios de correr não terminam quando você tira os tênis. Novos estudos sobre os músculos dos atletas em repouso mostram que eles queimam combustível mesmo quando seus corpos não precisam de energia.

Esportes de resistência, como a corrida de longa distância, são conhecidos por aumentar o número de mitocôndrias, os minúsculos motores dentro das células que convertem açúcares e gorduras em moléculas portadoras de energia. Isso aumenta a capacidade dos músculos de consumir oxigênio, que trabalham em potência máxima durante o exercício.

Estudo do pesquisador Douglas Befroy e seus colegas da Universidade de Yale afirma que os músculos dos homens que correm pelo menos quatro horas por semana consomem 54% mais combustível em repouso do que os homens que não se movimentam nessa proporção. No entanto, a quantidade de energia produzida pelos dois grupos de voluntários da pesquisa era a mesma, indicando que, quando em repouso, o “combustível extra” estava sendo “desperdiçado”.