Estudos publicados em suplemento do Journal of the American College of Nutrition concluíram que o consumo de uma combinação proteica do soro de leite (whey) e proteína do leite (caseína) – pode trazer benefícios para a performance esportiva e fornece vantagens nutritivas quando comparada a ingestão de apenas um tipo de proteína, principalmente na recuperação muscular pós-treino.

Intitulado “A razão para consumir combinações de proteínas na nutrição esportiva”, a pesquisa foi feita por Greg Paul, PhD e Diretor Global de Nutrição Esportiva da Solae e publicada no jornal da American College of Nutrition.

“A proteína é considerada por muitos especialistas como o mais importante macronutriente para humanos em razão dos inúmeros papéis que desempenha em nosso corpo”, afirmou Paul. “Comprovamos não só a importância da proteína, mas também os benefícios potenciais da combinação de diferentes proteínas, particularmente para ajudar a promover a recuperação após atividade física”, destaca.

De acordo com as diretrizes de rotulagem do FDA (Food and Drug Administration), órgão regulador do sistema de saúde dos EUA, tanto a proteína isolada de soja, quanto whey e caseína são proteínas nutricionalmente completas. Entretanto, as três proteínas se diferem quanto à velocidade de digestão e ao tempo em que aminoácidos absorvidos são fornecidos ao músculo.

Os estudos que comparam a proteína isolada de soja e a proteína whey mostram aumento similar da massa magra corporal. Mas quando a comparação é entre a proteína whey e a caseína, existe uma pequena vantagem da primeira.

“Atualmente, um número cada vez maior de produtos para nutrição esportiva, como barras e bebidas em pó, incluem a mistura de soja e proteínas do leite”, disse Paul. “As empresas do segmento de nutrição esportiva buscam continuamente formas de incorporar a combinação de proteínas em novos produtos em razão de sua vantagem nutricional, funcional e econômica. Além disso, os consumidores demonstram preferir o sabor de produtos que apresentam uma combinação proteica do que aqueles que contêm apenas um tipo de proteína”.

Existe a possibilidade de que atletas de resistência, em razão de suas necessidades específicas, seriam beneficiados por uma combinação de proteínas diferente do que a usada por atletas de força. São necessários estudos adicionais para mostrar os potenciais benefícios nutricionais e de performance de diferentes combinações proteicas para segmentos específicos de consumidores da área da nutrição esportiva.